27 de dez de 2010

Óleo novo e coifa rasgada.


Mal me lembrava que tinha de trocar o óleo 500 km depois da retífica. Ao tirar a tampa do cárter tinha uma "nata" com limalhas de alumínio. Filtro lavado e óleo reposto.


Ao dar uma volta, um problema: como instalei a coifa com a emenda na vertical, uma das coifas (ambas paralelas) acabou rasgando. Bem, mais peças pra trocar...

23 de dez de 2010

Churrasqueira e pestanas.


Churrasqueira lixada, tratada e repintada.


Tentando resolver um problema crônico das pestanas. Nas originais, possui uma régua que com o tempo enferruja e acaba passando pra porta, então a alternativa é usar uma que tem a estrutura de plástico. Na casa de borrachas, o vendedor mostrou as pestanas das portas traseiras da Elba/Prêmio, que tem o mesmo comprimento das originais.


Comparando as pestanas, esquerda da Elba, direita da Brasília.


Partindo pra adaptação. Com uma régua e estilete, corte a aba que originalmente apoia na porta. Usei uma cantoneira 5/8" (15,88) apoiando na própria pestana pra ter um corte reto, já que é o arremate entre a borracha e a porta.


A de cima, é a pestana cortada.


Como ficou:


Tentei encaixar dessa forma, mas como resultado uma delas acabou quebrando, então corte a parte de baixo que encaixa na porta. Este corte não precisa ser precisamente reto, pois não irá aparecer.

Pra ter uma boa idéia pra ajustar as pontas da pestana na porta, tem que retirar o arco da porta e fazer os cortes necessários.

Ajustado, use a pestana antiga pra marcar a posição dos furos e fure com uma broca Ø6,0.


Depois basta encaixar a pestana com os grampos originais.

Caso a pestana não faça pressão suficiente contra o vidro, tente usar o retalho cortado anteriormente entre a porta a pestana.

Vamos ver como irão se comportar.

17 de dez de 2010

Na linha.


Tentando baixar e igualar a traseira, levei de goleada e mesmo assim ficou com diferença de 10mm.


Aguardando a vez pra colocar na "mesa" pra geometria.


Botando na linha, teve de mexer no câmber (excêntrico esquerdo) e na regulagem da barra de direção. Na traseira as rodas foram colocadas mais a frente.


Agora é curtir.

15 de dez de 2010

14 de dez de 2010

"Novos" amortecedores


"Novos" amortecedores, com batentes cortados. Pra saber a diferença de comprimento com os do Chevette basta comparar com a foto do post anterior, naquela eles estavam esticados.
Photobucket
Talvez tenha de levantar um pouco mais a dianteira.
Photobucket

11 de dez de 2010

Continuando a montagem.


Semana de provas na facul, e correria pra montar a suspensão.
Amortecedores dianteiros do Chevette, beem mais curtos que os originais.


Molas montadas e colocando os braços.


Um detalhe é que nesse ponto descobri que tinha montado um dos pivôs errado (errei na hora de posicionar o entalhe), no manual delas diz que uma vez prensados não poderiam ser reaproveitados... Bem, tirei e botei na posição correta.

Mangas e amortecedores montados, aqui ainda não tinha prendido as castanhas.



Discos, pinças e rodas montadas. Com ele erguido já parece baixo...


Depois de baixar, com o pneu "dois dedos" dentro do pára lama. E ainda correria o risco da barra de direção pegar na "longarina".


Como ficou por dentro do "cofre".


Tirei os amortecedores e prendi as castanhas no "meio" do curso. Assim o pneu ficou a "2 dedos" do para lama já com o carro no chão.



Resolvi remontar os amortecedores, mas nesta altura, eles dão "fim de curso". Não por estar baixo, pelo contrário eles estão trabalhando esticados. Vou ter de trocar pelos originais.


Tentando dar uma cara um pouco diferente. Contact e um farol velho com verniz vitral.

5 de dez de 2010

Montando a suspensão.


Prensando os pivôs nos braços da suspensão, e uns retoques na pintura.


O quadro já de volta pro seu lugar.


Motor parado há mais de um mês, tava na hora de voltar a girar. Um tanque improvisado, Car 80 e várias partidas depois, ainda funciona. É, vou ter de limpar os carburadores.